Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gosto disto, e então?

Por Patrícia Costa

Por Patrícia Costa

Gosto disto, e então?

02
Set20

Compras nos saldos de verão para o outono/inverno...

Patrícia Costa

Pois é...como já viram pelo título desde post o meu objetivo de passar um ano sem comprar nada não foi cumprido!

Bem...mas não tenho grande sentimento de culpa...passo a explicar....

Depois de ter "ultrapassado" com sucesso os saldos de inverno...muito graças ao raio da pandemia e à minha relutância em fazer compras on-line...lá chegaram os saldos de verão...pacifico...nada na lista de compras...guarda roupa todo em dia...até que fui a uma das minhas lojas preferidas comprar umas coisas para o meu filho...

Para além do desconto de saldo tínhamos uns descontos adicionais...o que fazia com que as peças rondassem os 70%. Assim, incentivada pelo marido, comprei três peças já a pensar no outono/inverno:

1. Uma parka reversível (bege e branco), ótima para os primeiros dias de chuva, que funciona muito bem tanto em looks formais como informais;

2. Um cardigan tipo capa (bege), são ótimos para ficarmos confortáveis quando as temperaturas começam a baixar um pouco e estão super na moda;

3. Uma camisa preta, esta aquisição foi mesmo por necessidade, a que tinha que estava "acabada" depois da senhora onde mandava passar a roupa a ferro me ter estragado a camisa...ainda tentou remediar...mas nunca mais foi a mesma.

6D090E8E-776D-4DBA-AA11-663B8BD994FD.jpeg

São peças que vou usar bastante, de boa qualidade e que vão durar imenso tempo...para além do preço!!!

Para verem mais pormenores sobre as peças espreitem o Instagram.

Pronto...agora vou ver se até ao final do ano não compro mesmo mais nada! 

E por aí, também utilizam os saldos para comprar peças para a nova estação?

21
Jul20

Coisas que eu não compro...#2

(Update)

Patrícia Costa

Há uns tempos partilhei aqui com vocês as coisas que eu não compro...

Aos 5 itens que nos apresentei no post anterior acrescentei mais três nos últimos tempos:

1. Não compro nada com que não me sinta 100% confortável...mesmos que seja gira e a malta cá de casa diga que me fica bem...se houver qualquer coisa que me incomode não compro;

2. Agora que já tenho todos os básicos que necessito, dou mais atenção à compra de acessórios (cintos, pulseiras, anéis ou até um chapéu). Para além que serem, em alguns casos, mais económicos, permitem diversificarmos os nossos looks apenas com aquele pormenor;

3. Não compro nada para me sentir "incluída" num determinado ambiente...visto o que gosto independentemente da opinião dos outros.

5b33eb87e44703d594ce3442ce5f8a83.jpg

Imagem Pinterest

01
Jul20

Seis meses sem compras...

Patrícia Costa

É verdade...metade do ano já passou...foram tempos difíceis e de incerteza...mas tenho esperança que todo o nosso esforço será compensado!

No inicio do ano decidi reduzir as minhas compras como partilhei aqui com vocês...claro está que a pandemia ajudou bastante esta minha "conquista" até porque não sou adepta de compras on-line!

Portanto, foram meses só a ver as novidades da nova coleção sem cair na tentação de comprar nada...

Mas tenho que fazer aqui uma ressalva...como sabem fiz anos agora no final em junho...e não podia recusar as prendas da família não é verdade...quando me perguntaram o que eu queria......disse roupa (assim tipo adolescente)...ok...se calhar foi batotice...mas se não fosse roupa seria outra coisa qualquer...tipo sapatos ou acessórios...assim tenho a certeza que as prendas são coisas úteis que eu vou usar muito.

Porém, acho que não exagerei...recebi uma camisa de linho, um top de malha bege, umas calças rosa e o vestido que partilhei no post do look de aniversário...foram compras bastante assertivas e conscientes, que é o principal objetivo desde meu desafio!

Ah...algumas peças já estavam com desconto...portanto não abusei das finanças alheias!

As minhas estão super agradecidas! 

f80f809a35c55933c7596ce56363c013.jpg

Imagens Pinterest

 

p.s. - aproveitem este período de promoções para comprarem as peças que precisam, mas não se esqueçam que nem todas as tendências nos ficam bem. Não compre nada só porque fica bem nos outros e sem pensar no que já temos em casa...é importante um autoconhecimento sobre o nosso tipo de corpo e do nosso estilo...as vossas compras vão ser, com certeza, muito mais acertadas! 

 

 

01
Abr20

Como continuar a vestir bem sem comprar nada...

Patrícia Costa

Quem acompanha este blog sabe que uma das minhas resoluções de ano novo foi reduzir ao máximo as minhas compras...janeiro e fevereiro até correram bem...março sem hipótese de sair de casa...e portanto também não comprei nada...e abril, devido ao período que vivemos, vai pelo mesmo caminho....

Mas quem não gosta de uma peça nova para dar aquele ânimo? Nem que seja uma coisa sem importância, mas que para nós faz toda a diferença!

Por aqui temos cumprido o objetivo...às vezes com algum esforço, é certo...mas tentei arranjar alguns truques para contornar a situação que agora partilho com vocês:

1. Combinar de diferentes formas as peças básicas que tenho, utilizando no máximo três cores. Como combinam na perfeição entre si, não tenho qualquer dificuldade em variar os looks, apostando também em diferentes acessórios;

2. Usar peças com estampas. Gostava imenso de saber conjugar estampas diferentes...gosto de ver...a sério...mas por auto recriação não vou lá...para dar às peças estampadas outra vida conjugo com peças neutras diferentes ou seja...que nunca tenha usado aquela combinação;

3. Usar peças clássicas adicionando um truque de styling. As peças clássicas nunca nos deixam ficar mal e se adicionarmos um toque ao nosso estilo ainda melhor. Quando falo de truques de styling refiro-me: adicionar uma terceira peças, dobrar ou arregaçar as mangas do blazer, colocar a blusa por dentro das calças apenas na frente ou calçar uns sapatos chamativos. Coisas simples, mas que marcam a nossa imagem;

4. Usar looks monocromáticos ou tom sobre tom. São muitas vezes a minha salvação e acabamos por combinar peças que por norma não usaríamos daquela forma. São versáteis e elegantes, mas fuja do preto..aposte em cores como o verde, azul, rosa ou bege;

5. Usar de diferentes formas um fato. Para mim este é um dos melhores investimentos que podemos fazer, são duas peças que podem ser usadas juntas ou separadas o que nos permite compor vários looks sem nos cansarmos. Se o fato for de uma cor neutra ainda melhor, pois permite imensas combinações.

Para além disto, não se esqueça de cuidar bem das suas peças! Quando as for vestir verifique se necessitam de um jeitinho com o ferro de engomar...as peças amarrotadas transmitem um ar desleixado...se não têm nenhuma nódoa...ou se não falta nenhum botão.

5a33398e090932fc66e7ac3e000513b0.jpg32eddb7132ee4e2e4776659afb9a1a02.jpg51d0c2c38306dda9888cdc7d77e602a9.jpg

Imagens Pinterest

 

 

 

 

 

 

 

03
Mar20

Mais um mês...quase sem compras...

Patrícia Costa

Pois é...no mês fevereiro tivemos o Dia dos Namorados...por isso...foi quase inevitável comprar qualquer coisita...

Este ano apostamos em roupa...o meu marido precisava de umas calças e eu precisava de uma camisola azul escura para substituir a que tinha que me estava um pouco justa (e que ficou para a minha filha). Ele acabou por me comprar também uma camisa...para fazer surpresa! Portanto ganhei duas peças novas!

Penso que estas alturas são ótimas para compramos o que realmente nos faz falta ou que temos necessidade de substituir...sem entrar no consumismo desenfreado caraterístico destas datas.

 

IMG_2758.JPG

 

 

11
Fev20

Quantos tipos de moda consciente existem?

Patrícia Costa

Atualmente o tema "moda consciente" anda na boca de todo o mundo!

Pois bem, mas afinal quando falamos em compras mais conscientes estamos a referir-nos a quê?

Podemos dividir esta questão em quatro:

1. moda consciente ou ética - respeita os direitos dos trabalhadores, comércio justo, salários justos, sem testes em animais, revela os locais de produção e as políticas laborais, feito à mão e doação de parte dos lucros para uma instituição de caridade são alguns dos conceitos associados a esta moda;

2. moda sustentável - também conhecida por moda eco ou moda verde, tem como bandeira o respeito pelo ambiente com a utilização de métodos de produção (menos poluentes) com um impacto reduzido no planeta, como por exemplo: aplicação de corantes naturais, utilização de tecidos eco-friendly; reutilização de tecidos, etc.;

3. moda vegan - respeita os direitos dos animais, são roupas, carteiras, sapatos ou outros acessórios produzidos sem a utilização de nenhum produto de origem animal. Normalmente utilizam o cânhamo, o algodão orgânico/biológico e garrafas de plástico recicladas;

4. moda segunda mão - contribui pela manutenção dos recursos do planta (principalmente da água). Nas lojas da especialidade encontramos alguns produtos que só foram utilizados uma ou duas vezes. É uma prática que tem vindo a ganhar adeptos nos últimos tempos...e já sabemos que assim podemos poupar algum dinheiro, proteger o ambiente e estimulamos o comercio local.

 

70bf65f1ce9817204310cd7ad7cd215b.jpg

Imagem Pinterest

 

Boas escolhas!

 

31
Jan20

Um mês sem compras...yeah

Patrícia Costa

Pois é...consegui passar pelo janeiro sem comprar nada! 

Mas este exercício não foi nada fácil...mas ensinou-me a pensar e a gerir o assunto "compras" de uma outra forma!

Para ter mais controlo criei uma lista de necessidades (não desejos)....estabelecendo prioridades (máxima, média e baixa) perguntei...preciso mesmo? São realmente úteis? Usaria muitas vezes? Para que atividades preciso de roupa nesta estação? Ficava mais feliz? E deixei a avaliação para o final do mês.

Entretanto dei uma "volta" ao meu armário para perceber se havia alguma peça que fizesse parte da minha lista de necessidades...e havia...claro que havia!!!

Também defini as cores que queria usar, as minhas peças chave (fiz 4 conjuntos com essas peças) e os meus acessórios chave!

Objetivos...definir limites...ser seletiva nas lojas que faço compras...ser realista...não comprar nada por impulso.

As férias de Natal foram bastante produtivas como estão a ver! 

O único problema é que este ano vou ter um batizado e um casamento...vamos lá ver se vou conseguir "inventar" qualquer coisa com o que já tenho!

Mas para já superei o janeiro, e o raio dos saldos!

Que venha o fevereiro...

85ce4e1404c343588efd0fa3e62feaee.jpgImagem Pinterest

 

O importante não é o que temos, mas o que fazemos com isso! 

Concordam?

23
Dez19

Compro sempre um presente para mim...

Patrícia Costa

Pois é...leram bem...todos os anos compro um presente para mim! Porque a malta também merece, certo?

Escolho sempre algo que marque a data...não me "meto" em excentricidades...até porque logo a seguir ao Natal vêm os saldos e fica tudo bem mais barato!

Sabem aquele pequeno objeto de desejo...a minha escolha é por aí... ando a namorar a coisa uns meses para ter a certeza que preciso mesmo dela...houve vezes que mudei de opinião e optei por coisas completamente diferentes!

Normalmente seleciono um acessório...um colar...um anel...ou uns brincos que foi a escolha deste ano, normalmente nunca opto por roupa!

Mas já escolhi coisas totalmente diferentes que incluíram o meu marido e até os meus filhos, como uma massagem conjunta, uma ida ao cabeleireiro com direito a tudo ou um jantar no meu restaurante favorito. 

Às vezes não interessa o valor, mas as memórias que criamos com aqueles que mais gostamos!

Mesmo já sabendo o que é o presente...sinto sempre uma grande emoção ao abrir o embrulho! É por isso que gosto tanto desta "minha tradição"!

E vocês, também compram, ou já compraram, um presente para vocês mesmas?

Vamos lá...ainda vão a tempo! 

a034a4b589b31875209cc644ca9c6ec1.jpg

Imagem Pinterest

 

 

12
Nov19

A Black Friday está a chegar...

Patrícia Costa

A Black Friday está a chegar...aliás algumas lojas já estão a fazer preços reduzidos em alguns produtos...já percebi que isto é como o Natal...quando um homem quiser!

Se anda a namorar uma peça...espere...não compre já...pois pode entrar em desconto e assim poupar algum dinheiro. Evite assim compras por impulso, acabando muitas vezes por comprar algo que não necessita. Pense sempre na utilidade da mesma e na quantidade de vezes que a poderá usar.

Se tiver peças que já não use há mais de um ano...venda...utilize esse dinheiro para comprar  novas peças...assim não vai mexer no seu orçamento...limite-se a esse valor.

As peças de boa qualidade são sempre a melhor opção...pois vão durar anos...se optar por peças mais acessíveis os preços vão ser mais baixos mas a qualidade dos materiais é inferior, muitas vezes as peças não duram mais do que uma época. É igualmente uma excelente oportunidade para comprar básicos.

Faça uma lista daquilo que quer comprar...passado uns dias reveja a mesma e verifique se mantém todos os itens...por vezes constatamos que afinal não precisamos de metade!

Nunca compre nada para usar só uma vez ou se for para combinar apenas com uma peça do seu guarda roupa, mesmo que o preço seja convidativo. No caso de um vestido de cerimónia...altere-o...suba a bainha, altere as alças ou retire certos pormenores que permitam andar com ele no dia a dia.

Nunca se sinta pressionada a comprar nada só porque viu nas redes sociais...isto não é uma competição...muitas vezes as peças nem são delas...portanto não gaste aquilo que não têm!

O mais importante é se sentir bem e confortável com as peças...não compre se não for o seu número/tamanho (porque vai emagrecer) ou se não favorecer o seu biótipo!

 

27472206e11cff20ed4aed74393257a5.jpg

Imagem Pinterest

 

Que venha então a Black Friday ...ah...e a Ciber Monday  para despacharmos já alguns presentes de Natal!

 

 

 

04
Nov19

Comprariam peças em segunda mão?

Patrícia Costa

Várias youtubers estrangeiras que eu sigo compram muitas vezes peças em segunda mão.

Esta prática ainda não está muito enraizada no nosso país...penso eu...e confesso que nem sei se no Porto existem algumas lojas destas com alguma qualidade.

Acho que temos medo que as peças estejam muito "gastas"  e com um cheiro esquisito! Pois bem, parece que não é assim...podemos encontrar peças em excelentes condições e a preços acessíveis, mesmo de marcas de luxo.

Estarmos mais conscientes das nossas escolhas é uma ótima forma de controlarmos as compras por impulso. Será que precisamos mesmo daquela peça ou só a queremos comprar porque todo mundo tem...mesmo que não seja o nosso estilo? Grande erro, certo?!

Naturalmente as peças vão-se deteriorando com o uso...e muitas vezes não há arranjo que a salve...comprar em segunda mão pode ser então uma opção para repormos uma peça que sabemos que vai combinar com o que já temos, que vamos usar e que nos fica bem!

Tirem o máximo de partido das peças que já têm...inspirem-se em pessoas que tenham o seu estilo, o Pinterest é ótimo para isso.

Assim protegemos o ambiente, gastamos menos dinheiro na renovação e até contribuimos para dinamização do comercio local!

da6c10d9efdf6de6f8b535c7ff121867.jpg

Acho que arriscaria em comprar peças em segunda mão, e vocês?

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D